terça-feira, 26 de julho de 2011

O que se vê na mídia

Vamos parar para pensar um pouquinho: como os temas em pauta na mídia influenciam nossos bate-papos na família e no trabalho, nossos pensamentos, nossos desejos e às até os nossos sonhos, expectativas, planos para alcançar o que desejamos? Para isto, foi realizada uma entrevista e você está convidado para conferi-la a seguir.


Notícia 1: A morte da cantora Amy Winehouse, onde foi mencionada nos jornais (5 vezes) Revistas (3 vezes), Rádio (2 vezes), TV (8 vezes) e Internet (6 vezes). Foram entrevistadas 12 pessoas.

Notícia 2: Casal Gay em novelas de horário nobre (Rede Globo e SBT), onde foi mencionada nos jornais (2 vezes) Revistas (3 vezes), Rádio (0 vezes), TV (4 vezes) e Internet (3 vezes). Foram entrevistadas 6 pessoas.

Notícia 3: Sucesso do Humorista Rodrigo Sant'Anna que interpreta Valéria no Zorra Total "Ai como eu tô bandida", onde foi mencionada nos jornais (1 vez) Revistas (2 vezes), Rádio (1 vez), TV (5 vezes) e Internet (6 vezes). Foram entrevistadas 6 pessoas.


Após a pesquisa e análise dos dados estatísticos podemos notar que a Televisão é o meio de comunicação que mais dá ênfase aos noticiários e em seguida a Internet, mas como o nosso objetivo não é verificar qual a ferramenta de comunicação mais atuante, iremos deixar alguns questionamentos e comentários acerca das notícias mais comentadas durante essa semana.
Primeiramente abordaremos a morte da Cantora Amy Winehouse que tem causado muita polêmica e sem dúvidas foi um dos temas mais comentados nos últimos dias em todo o mundo. Ontem conversei com a monitora Ane-Eyre e hoje com a Jully que apresentou dois temas que foram comentados pelas pessoas que entrevistei (A morte de Amy Winehouse e o vexame da seleção brasileira) e outro tema distinto. Assim, nota-se que em todos os lugares as pessoas estão tendo a mesma visão, onde são altamente influenciadas pela mídia. Quanto ao caso da morte da cantora, em maior parte dos noticiários a mídia tenta alertar a população que as drogas só trazem destruição, porém há alguns jornais que retratam as drogas com uma riqueza de detalhes (o que ela causa, quais os efeitos antes e depois, como usar, como comprar) que de certa forma estimula as pessoas usarem. Não estamos sendo radicais, apenas realistas. Pensemos bem, se você estivesse passando por um grande problema e quisesse resolvê-lo a qualquer custo e não encontrasse solução e de repente assistisse um noticiário desse provavelmente iria ver a droga não como um problema, mas como uma solução. Digo isto, pois já vi muitos casos deste tipo, inclusive com um familiar que hoje já encontra-se curado deste mal.
Outro tema bastante repercutido nesses últimos dias foi surgimento dos casais gays em novelas de horário nobre, onde pessoas de todas as idades assistem, inclusive as crianças. O SBT através da novela Amor & Revolução colocou no ar cenas de pessoas do mesmo sexo se beijando, onde durante as semanas seguintes foi um dos temas mais comentados, muitas vezes até criticado pela mídia, no qual o diretor teve que recuar e fazer com que as cenas do casal de mulheres “esfriasse”. Do mesmo modo ocorreu na novela Insensato Coração da Rede Globo, onde o diretor teve medo de expor cenas íntimas do casal gay de homens. Em ambas as novelas, o intuito é apenas aumentar o ibope das emissoras, visto que não respeitam os sentimentos das pessoas e não mostram a realidade que os gays ainda enfrentam hoje em dia. Elas fazem uma maquiagem da situação, onde as famílias aceitam com muita facilidade esse tipo de relacionamento, onde sabemos que na vida ral não é bem assim. Outro ponto a ser destacado é que o horário deveria respeitar as crianças, que por estarem crescendo e criando sua personalidade sentem-se pressionadas a terem esta opção sexual. Não estou dizendo que não devem conter cenas como estas em novelas, pelo contrário acho que é muito importante abordarmos temas de responsabilidade social e diversidade, mas isso deve ser encarado com mais seriedade, pois se começaram a dar espaço para estes casos porque não continuaram? Porque não colocaram mais no ar cenas íntimas desses casais? Porque essa “censura”?
E por fim, colocaremos o sucesso repentino do humorista Rodrigo Sant'Anna que interpreta a personagem Valéria (Ai como tô bandida) no Programa Zorra Total que vai ao ar aos sábados na Rede Globo. A maioria dos entrevistados comentaram que esse personagem é muito engraçado, mas por trás de toda essa diversão e comédia que muitos não veem, notamos a questão pejorativa, onde nesse quadro do programa a “Valéria” passa praticamente toda apresentação humilhando e hostilizando sua amiga “Janete”. Será que as pessoas gostariam de ser humilhadas e aceitar isso na maior tranquilidade? É claro que não. Sabemos que hoje, as pessoas são movidas pela arrogância, avareza e prepotência e jamais aceitam que ninguém as pise, menospreze e humilhe, afinal é um direito de todos ter respeito e dignidade. Mas a mídia coloca este tema de uma forma tão simples e encara este fato como se a “Janete” não tivesse caráter e não fosse capaz de fazer nada correto, como conseguir um namoro que durasse mais de 10 minutos, como foi passado no último sábado (23). Em algum momento o quadro mostra amor e lealdade entre as amigas? Não! Estes são os verdadeiros sentimentos que um amigo sente pelo outro, mas se a mídia colocá-los não iria fazer sucesso algum não é verdade? Precisamos ficar alertas como que vemos e ouvimos.
Outros temas foram comentados pelos usuários do telecentro, como o início do Reality Show A Fazenda da Rede Record, onde quase todos estão na expectativa de quem será eliminado na primeira roça. Sei que a entrevista deveria conter apenas três temas mais comentados, porém creio que estes não são menos importantes visto que, não podemos deixar que a tevê nos domine e precisamos alertar as pessoas que enquanto assistirmos esses realitys (A Fazenda, BBB) eles irão continuar indo ao ar. Algum de vocês imaginam a imensidão de dinheiro que estes programas arrecadam nas votações? Será que se utilizássemos esse dinheiro em algo útil, como ajudar crianças carentes, investir na educação e saúde seria melhor? Tenho certeza absoluta que poucas pessoas iriam contribuir em projetos como os relatados acima, mas para a mídia contribuem em grande massa, muitas vezes por falta de conhecimento.
Por fim, gostaria de acrescentar os temas ocorrentes no município de Areia Branca e relatados pelos usuários, onde o assassinato do traficante conhecido como Godé foi bastante mencionado na rádio local e pelos moradores. Nos últimos anos, Areia Branca que era uma cidade calma e pacata tem sofrido pela marginalidade e criminalidade, ocasionada em maior parte da vezes em virtude das drogas. No final dessa semana a polícia militar fez uma operação tentando minimizar os efeitos da violência no município, que na última semana sofreu vários assaltos nos estabelecimentos comerciais. Operação esta que rendeu numa tragédia, onde este assaltante feriu dos policiais com uma faca e infelizmente eles tiveram que tirar a vida deste homem. Outro assunto bastante comentado no município é o fim da greve dos professores, que durou 79 dias e prejudicou milhares de estudantes da rede estadual de ensino. Porém, a greve ainda continua na Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN e prejudica mais de 12 mil universitários (inclusive eu). 
Assim, fica claro que a mídia não mostra o que a população quer ver, mas sim o que ela quer vender! E você, vai deixar que a mídia lhe domine?

Nenhum comentário:

Postar um comentário