terça-feira, 16 de agosto de 2011

O que é inclusão digital?

Observando a imagem abaixo, percebemos que Inclusão Digital envolve pessoas, comunidades, tecnologias, informações... e muito mais!



Inclusão é o oposto de exclusão; portanto, para entendermos o que é inclusão, é necessário reconhecermos a exclusão. Excluído é um indivíduo sem acesso a algo que lhe seria devido, por isso podemos identificar os excluídos da escola, os excluídos de casa (ou sem-teto), os excluídos de terra (os sem-terra), enfim, são vários os tipos de exclusão existentes em nossa sociedade. Também são vários os movimentos de pessoas excluídas, o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) é um dos mais conhecidos.
Assim, a inclusão é uma ideia que tem como conteúdo outra ideia, a de democracia. A inclusão anda junto com a democratização da sociedade, em outras palavras, incluir significa democratizar o acesso a bens e serviços que garantiriam a todos uma vida de direitos, uma vida digna. Inclusão e democracia significam a socialização dos bens materiais (alimentos, moradia, vestuário), serviços (de saúde, de cultura e de educação) e não apenas o direito ao voto e à liberdade de expressão.
A inclusão não significa simplesmente inserir uma pessoa na sua comunidade, na escola, no mundo do trabalho ou nos espaços de saúde e de lazer de seu município, mas promover o pertencimento das pessoas nesses diferentes espaços para que elas se sintam parte da sociedade e exercitem seus direitos e deveres.
Se a inclusão deve ser entendida como meio de garantia de direitos, a Inclusão Digital pode ser entendida como uma estratégia de garantia dos direitos de todos ao acesso às tecnologias de informação e de comunicação.
Fonte: http://ead.telecentros.br.com


Inclusão Digital do ponto de vista do monitor Italo Carlos da Estação Digital Areia Branca



Inclusão Digital é o processo de inserir toda a camada da população que não tem acesso às tecnologias digitais (excluídos digitais) na sociedade tecnológica. Desta forma, incluindo a comunidade na era digital, só iremos ter benefícios através da capacitação profissional, aprimoramento de conhecimentos e, principalmente formação de cidadãos ativos e atuantes no meio em que vivem. A cada dia nos deparamos com novas possibilidades de inserção dessas pessoas no meio digital e cada vez mais encontramos processos mais eficazes de contribuir com a inclusão digital.


Creio que na comunidade exista grupos desfavorecidos como os pescadores, onde nem todos recebem salários e como todos sabem nem sempre "a maré dá peixe", desta forma fica difícil deles manterem o sustento de suas famílias. O ideal seria que todos fizessem parte da Associação dos Pescadores e reivindicassem seus direitos. Não vamos banalizar, pois não são todos que passam por estas limitações, mas enquanto houver 1% de pessoas excluídas, não haverá inclusão! Outro processo de inclusão social, seria inseri-los em cursos de informática integrado à geografia e pesca, mas para isto iríamos ter que contar com professores especializados na área, o que nem sempre é possível. Observo outro grupo de excluídos, por serem marginalizados e discriminados pela sociedade: - Os jovens e adultos usuários de drogas. Sabemos que hoje este é um dos piores males que a sociedade enfrenta, mas ao invés das pessoas se mobilizarem e buscarem soluções para este problema, "excluem" estes jovens e adultos da sociedade. Poderíamos incluir estas pessoas na era digital através de cursos de informática integrada com aulas de cidadania, que os alertasse sobre as drogas e ainda contar com psicólogos que os orientasse a fim de que eles parem de usar. Sabemos que em ambos os casos é difícil convencer estas pessoas a participarem de projetos como estes mencionados anteriormente, mas nada é impossível e enquanto houver forças para lutar e caminhos para percorrer, iremos buscar a mudança social com força e determinação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário