quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Confusão com provas do Enem causa nova onda de ataques a nordestinos no Twitter


Pouco depois do anúncio do Ministério da Educação (MEC) de que todas as provas dos estudantes do Colégio Christus, de Fortaleza, seriam anuladas e um novo exame seria feito por eles, comentários preconceituosos contra os nordestinos voltaram a surgir nas redes sociais nesta quarta-feira (26).
"Nordestinos de merda, que povinho inútil, putz", postou o usuário Rodrigo Rech.  A usuária Niscole (@nickislla) foi além. "Se esses nordestinos fds aprontarem o que aprontaram esse ano no Enem ano que vem, eu jogo uma bomba nuclear lá".
"A nova prova do Enem vai ser só para nordestinos?", questionou a usuária Carol Bittencourt. Outro usuário diz que “se fosse eles, soltava um bomba no Nordeste, que matava quem antecipou a prova e todos os nordestinos”
"Se essa p... de Enem for cancelada mato os nordestino do c...!", postou outro. A princípio, segundo o MEC, somente os alunos da escola envolvida precisarão refazer a prova.
Entenda o caso
O MEC constatou que a escola de Fortaleza distribuiu apostilas nas semanas anteriores ao exame com dez questões iguais e uma similar às que caíram nas provas realizadas no sábado (22) e domingo (23).
Os candidatos do Christus poderão fazer novamente o Enem em 28 e 29 de novembro, dias nos quais o exame será aplicado para pessoas submetidas a penas privativas de liberdade e adolescentes sob medidas socioeducativas. As questões do Enem que aparecem nas apostilas não serão canceladas.
Para a OAB secção Ceará, no entanto, a decisão é inconstitucional. "Quem deve ser penalizado não são os alunos, mas quem provocou a falha, o erro ou a fraude", disse  o presidente da Comissão de Educação e Cidadania da Ordem dos Advogados do Brasil - Secção Ceará (OAB-CE), Edimir Martins. 
"Nordestito"
Não é a primeira vez que os nodestinos são alvo de ataques nas redes sociais. Depois da eleição da presidente Dilma Rousseff, a estudante de direito Mayara Petruso usou o Twitter e o Facebook para atacar os nordestinos. " Nordestisto não é gente. Faça um favor a SP: mate um nordestino afogado!", escreveu, creditando a vitória de Dilma ao Nordeste.
Em maio deste ano, outro caso aconteceu depois de um jogo de Flamengo - torcedores irritados com a eliminação do clube da Copa do Brasil pelo time do Ceará começaram a atacar nordestinos.
A revolta contra as declrações preconceituosas teve início depois que uma torcedora rubro negra, identificada na rede como Amanda Régis, disse: "Esses nordestinos pardos, bugres, índios acham que tem moral, cambada de feios. Não é atoa que não gosto desse tipo de raça"

(Com informações do G1)

Nota do Editor: Novamente o Brasil e o preconceito. Quem nos garante que foi só no Nordeste que vazou as questões das provas? Ninguém nos garante e não temos culpa! O problema está no Governo Federal e no MEC que não são órgãos competentes por não tornarem o Enem um sistema seguro. Estou revoltado não com o possível cancelamento das provas, mas sim com essa onda de preconceito em cima de nós, nordestinos. "Sou nordestino com orgulho!"

Nenhum comentário:

Postar um comentário